Colóquio Internacional: A língua no meio do caminho

Colóquio Internacional A Língua no Meio do Caminho
seguido de

Pasmatórios e Pirlimpsiquices: Primeiras Estórias de Guimarães Rosa

15-16 de Novembro de 2018
Faculdade de Letras da Universidade do Porto
Sala de Reuniões 2

ILCML

> APRESENTAÇÃO

Desde a sua formação em 2015, a Rede de Professores de Literatura Brasileira em Portugal (https://ebpor.wordpress.com/a-rede/) tem procurado promover a cola­bo­­­ração entre os docentes da área, os seus estudantes e respectivas univer­sidades (Univ. de Lisboa, Univ. Nova de Lisboa, Univ. de Coimbra, Univ. do Porto e Univ. do Minho), de modo a consolidar a afirmação dos estudos brasileiros na Uni­ver­sidade portuguesa. Um dos sinais mais evidentes deste esforço tem sido a orga­nização de um Colóquio anual em cada uma das universidades implicadas, com uma específica incidência temática, visando a reflexão e o debate problematizador em torno de alguns dos pontos mais nucleares de abordagem do campo literário brasi­leiro. O primeiro Colóquio, sobre «O conceito de literatura brasileira», teve lugar em Outubro de 2016 na Univ. de Coimbra; o segundo, dedicado a discutir «O Moder-nismo como obstáculo», teve lugar na Biblioteca Nacional em Novembro de 2017 e os textos dele resultantes serão publicados num dossier da Luso-Brazilian Review (http://lbr.uwpress.org/) coordenado pelos Profs. Doutores Abel Barros Baptista e Clara Rowland; o terceiro terá lugar na Faculdade de Letras da Universidade do Por­to nos próximos dias 15-16 de Novembro, e será consagrado ao problema da Língua.

Com «A língua no meio do caminho» pretende-se sistematizar e promover o diálogo acerca de um dos tópicos mais recorrentes mas porventura mais descurados da literatura brasileira moderna e contemporânea, o que diz respeito à relação com a experiência e a prática da língua nos seus diversos planos. Trata-se de um tópico que, sendo embora significativamente identificável no Romantismo brasileiro e em alguns dos mais importantes escritores oitocentistas, assumiu no Modernismo a força de um programa, tendo orientado de forma decisiva os rumos da Literatura Brasileira dos séculos XX-XXI, quer no seu interior, quer ao nível das relações e fronteiras interdiscursivas, interculturais ou intermediais que foi estabelecendo e aprofundando.

No seguimento do Colóquio de 2017, que incluiu um dia especialmente dedicado a uma única obra (Esse Aires: o último Machado de Assis), o Colóquio de 2018 contará também com uma sessão monográfica, tendo como objecto o livro Primeiras Estó­rias, de Guimarães Rosa, um dos autores brasileiros do século XX cuja obra literária mais contribuiu para a concretização efectiva daquilo que, nos seus próprios termos, se poderia considerar «uma língua demasiada demais».

Entrada livre.
__________________________________________________________________________

PARTICIPANTES

Abel Barros Baptista (Univ. Nova de Lisboa)

 

 

 

Rita Patrício (Univ. do Minho)

 

 

 

Luca Argel (Univ. do Porto)

 

 

 

Osvaldo Manuel Silvestre (Univ. de Coimbra)

 

 

 

Ariadne Nunes (IELT-Univ. Nova de Lisboa)
Carlos Mendes de Sousa (Univ. do Minho)
Clara Rowland (Univ. Nova de Lisboa)
Cristina Oliveira Ramos (Univ. do Porto)
Eduardo Sterzi (Univ. de Campinas/ São Paulo)
Ettore Finazzi-Agrò(SapienzaUniv. de Roma)
Inês Cardoso (Univ. do Porto)
Ivana Schneider (Univ. do Porto)
Joana Matos Frias (Univ. do Porto)
Kelcilene Grácia-Rodrigues (Univ. Federal de Mato Grosso do Sul/ Três Lagoas)
Maria da Natividade Esteves (Univ. do Porto)
Matilde Vieira (Univ. do Porto)
Patrícia Lino (Univ. de Santa Barbara/ California)
Vítor Ferreira (Univ. do Porto)

__________________________________________________________________________

> Programa