Colóquio Internacional: A língua no meio do caminho

Colóquio Internacional A Língua no Meio do Caminho
seguido de

Pasmatórios e Pirlimpsiquices: Primeiras Estórias de Guimarães Rosa

15-16 de Novembro de 2018
Faculdade de Letras da Universidade do Porto
Sala de Reuniões 2

ILCML

> APRESENTAÇÃO

Desde a sua formação em 2015, a Rede de Professores de Literatura Brasileira em Portugal (https://ebpor.wordpress.com/a-rede/) tem procurado promover a cola­bo­­­ração entre os docentes da área, os seus estudantes e respectivas univer­sidades (Univ. de Lisboa, Univ. Nova de Lisboa, Univ. de Coimbra, Univ. do Porto e Univ. do Minho), de modo a consolidar a afirmação dos estudos brasileiros na Uni­ver­sidade portuguesa. Um dos sinais mais evidentes deste esforço tem sido a orga­nização de um Colóquio anual em cada uma das universidades implicadas, com uma específica incidência temática, visando a reflexão e o debate problematizador em torno de alguns dos pontos mais nucleares de abordagem do campo literário brasi­leiro. O primeiro Colóquio, sobre «O conceito de literatura brasileira», teve lugar em Outubro de 2016 na Univ. de Coimbra; o segundo, dedicado a discutir «O Moder-nismo como obstáculo», teve lugar na Biblioteca Nacional em Novembro de 2017 e os textos dele resultantes serão publicados num dossier da Luso-Brazilian Review (http://lbr.uwpress.org/) coordenado pelos Profs. Doutores Abel Barros Baptista e Clara Rowland; o terceiro terá lugar na Faculdade de Letras da Universidade do Por­to nos próximos dias 15-16 de Novembro, e será consagrado ao problema da Língua.

Com «A língua no meio do caminho» pretende-se sistematizar e promover o diálogo acerca de um dos tópicos mais recorrentes mas porventura mais descurados da literatura brasileira moderna e contemporânea, o que diz respeito à relação com a experiência e a prática da língua nos seus diversos planos. Trata-se de um tópico que, sendo embora significativamente identificável no Romantismo brasileiro e em alguns dos mais importantes escritores oitocentistas, assumiu no Modernismo a força de um programa, tendo orientado de forma decisiva os rumos da Literatura Brasileira dos séculos XX-XXI, quer no seu interior, quer ao nível das relações e fronteiras interdiscursivas, interculturais ou intermediais que foi estabelecendo e aprofundando.

No seguimento do Colóquio de 2017, que incluiu um dia especialmente dedicado a uma única obra (Esse Aires: o último Machado de Assis), o Colóquio de 2018 contará também com uma sessão monográfica, tendo como objecto o livro Primeiras Estó­rias, de Guimarães Rosa, um dos autores brasileiros do século XX cuja obra literária mais contribuiu para a concretização efectiva daquilo que, nos seus próprios termos, se poderia considerar «uma língua demasiada demais».

Entrada livre.
__________________________________________________________________________

PARTICIPANTES

Abel Barros Baptista (Univ. Nova de Lisboa)
Ariadne Nunes (IELT-Univ. Nova de Lisboa)
Carlos Mendes de Sousa (Univ. do Minho)
Clara Rowland (Univ. Nova de Lisboa)
Cristina Oliveira Ramos (Univ. do Porto)
Eduardo Sterzi (Univ. de Campinas/ São Paulo)
Ettore Finazzi-Agrò(SapienzaUniv. de Roma)
Inês Cardoso (Univ. do Porto)
Ivana Schneider (Univ. do Porto)
Joana Matos Frias (Univ. do Porto)
Kelcilene Grácia-Rodrigues (Univ. Federal de Mato Grosso do Sul/ Três Lagoas)
Luca Argel (Univ. do Porto)
Maria da Natividade Esteves (Univ. do Porto)
Matilde Vieira (Univ. do Porto)
Osvaldo Manuel Silvestre (Univ. de Coimbra)
Patrícia Lino (Univ. de Santa Barbara/ California)
Rita Patrício (Univ. do Minho)
Vítor Ferreira (Univ. do Porto)