Colóquio Internacional Vergílio Ferreira – Escrever e Pensar ou O Apelo Invencível da Arte

O Colóquio Internacional “Escrever e Pensar ou O Apelo Invencível da Arte” é de entrada livre. Contudo, para efeitos de organização, solicitamos que proceda à sua inscrição neste formulário.

Este evento está creditado pelo Conselho Científico-Pedagógico da Formação Contínua. Se pretender obter os respetivos créditos, por favor, inscreva-se aqui.

Lembramos ainda que para obter a creditação deve:

1) Preencher a ‘Ficha de Inscrição’ com os dados pessoais.

Destinatários: Professores dos Grupos 200, 210 e 220 do 2º Ciclo do Ensino Básico e dos Grupos 300 e 410 dos Ensinos Básico (3º Ciclo) e Secundário.

2) Assinar as ‘Folhas Presenças’ para registo das sessões realizadas e da assiduidade dos formandos.

CONDIÇÕES DE FREQUÊNCIA DA ACÇÃO:

Cada Formando deve frequentar obrigatoriamente um mínimo de dois terços das sessões previstas no programa do Colóquio.

REGIME DE AVALIAÇÃO DOS FORMANDOS

A avaliação será traduzida numa escala numérica de 1 a 10 obtida por aprovação de um trabalho prático individual (relatório). Fazem ainda parte da avaliação a assiduidade, a qualidade e a relevância da participação nas sessões.

*****

Para Vergílio Ferreira, a “alegria breve” da vida, luz intensíssima e frágil face ao tempo cosmológico, é a grande razão do ser e da escrita, conforme explicitou em vários momentos reflexivos da sua obra: “Escrevo para tornar possível a realidade, os lugares, tempos, pessoas que esperam que a minha escrita os desperte do seu modo confuso de serem. E para evocar e fixar o percurso que realizei, as terras, gentes e tudo o que vivi e que só na escrita eu posso reconhecer, por nela recuperarem a sua essencialidade, a sua verdade emotiva, que é a primeira e a última que nos liga ao mundo.” Aqui nascem também as grandes raízes conceptuais do seu pensamento, fundado em torno de algumas obsessões permanentes, como a aparição, o equilíbrio interior, a Grande Ordem, ou o sentimento estético.

A obra de Vergílio Ferreira é uma das mais marcantes da literatura portuguesa do século XX. Os inúmeros artigos e estudos que a mesma tem originado comprovam a vitalidade de uma escrita e de um pensamento que continuam, no presente, a suscitar a interrogação sobre a condição e o destino humanos, bem como sobre a literatura e o mistério da Arte.

Foi para festejar a grandeza desta Obra que a Câmara Municipal de Gouveia elaborou um Programa Comemorativo do Centenário do Nascimento de Vergílio Ferreira (1916-2016), que decorrerá ao longo de todo o ano de 2016. Integrado nesse programa, o Município de Gouveia e o Instituto de Literatura Comparada Margarida Losa da Faculdade de Letras da Universidade do Porto (FLUP) organizam, no sentido de prolongar aquela indagação, o Colóquio Internacional Vergílio Ferreira – Escrever e Pensar ou O Apelo Invencível da Arte, que se realizará a 18 e 19 de maio de 2016, no Porto, e a 20 e 21 de maio, em Gouveia. A organizaçao contará com a colaboraçao da Abraplip – Associaçao Brasileira de Professores de Literatura Portuguesa, do CITCEM – Centro de Investigação Transdisciplinar Cultura, Espaço e Memória e do Grupo de Investigação Raízes e Horizontes da Filosofia e da Cultura em Portugal do Instituto de Filosofia, ambos da FLUP.

O Programa do Colóquio privilegiará os seguintes eixos temáticos:

  • Da escuta a escrita: correlações intersubjectivas, interartísticas e intertextuais;
  • Fronteiras discursivas e inclusão textual: do romance-problema à conta-corrente dos dias;
  • Modos e modalidades da «arte de pensar»: Vergílio Ferreira, entre o Sagrado e a Filosofia, a Ética e a Estética, a Poesia e a Política;
  • «A alma do meu país teve o tamanho do mundo»: Portugal e a Europa no pensamento vergiliano;
  • O(s) espaço(s) na ficção de Vergílio Ferreira.

Línguas oficiais: Português, Espanhol, Francês e Inglês.
Programa actualizado

18 DE MAIO DE 2016
Local | Fundação Eng.º António de Almeida

14h30 >> Sessão Solene de Abertura

Evocação do Colóquio Comemorativo dos 50 Anos da Vida Literária de Vergílio Ferreira (1993)
– excerto do filme (20’)

15h45 >> Conferência de Abertura |Moderadora: Ana Paula Coutinho
Fernanda Irene Fonseca (Univ. Porto) – Até à hora do fim: o “impossível repouso”

16h30 >> Conferência 1| Moderadora: Isabel Pires de Lima
Yana Andreeva (Univ. Sófia) – O diário e o diarista em diários de escritores portugueses

17h00 >> Pausa

17h30 >> Em diálogo com Vergílio Ferreira | Moderador: Gonçalo Vilas-Boas
Agrupamento de Escolas de Vilela (Paredes) – supervisão de Isabel Margarida Duarte e Sónia Rodrigues
Universidade Sénior Rotary da Póvoa de Varzim
Universidade Sénior Douro Cultura da Foz

18h30 >> Dois Testemunhos | Moderadora: Celeste Natário
Participação: Rodrigues Paiva (Univ. de Pernambuco) / Perfecto Cuadrado (Univ. das Ilhas Baleares)

19h00 >> Apontamento musical – Melodiartes

20h30 >> Jantar | Restaurante Casa da Música (sujeito a inscrição)

19 DE MAIO de 2016

9h30 >> Conferência 2| Moderadora: Joana Matos Frias
Rosa Maria Goulart (Univ. Açores) – Uma vida a pensar e a escrever – até ao fim

10h00 >> MESA A | Moderadora: Maria de Fátima Outeirinho
Ana Paula Coutinho (ILC – Univ. Porto) – Vergílio e a Europa: um escritor a pensar em cont(r)a- corrente
Bruno Béu de Carvalho (CEC – Univ. Lisboa) – Vergílio Ferreira: a possibilidade poética do ‘eu’ e o negativo interrogativo da narração/identidade
Tânia Moreira (CITCEM) – Notas vergilianas sobre a Arte e o Mal

10h00 >> MESA A1| Moderadora: Maria João Reynaud
Arnaldo Saraiva (CITCEM – Univ. Porto) – Vergílio Ferreira e Marmelo e Silva
Manuel Cândido Pimentel (UCP) – Da decifração do tempo em Vergílio Ferreira
José da Costa Macedo (Univ. Porto) – A dimensão estética e a centralidade antropológica da inquietação metafísica de Vergílio Ferreira

11h15 >> Pausa

11h30 >> MESA B | Moderadora: Maria Luísa Malato
Celeste Natário (IF – Univ. Porto) – Vergílio Ferreira e o que está antes da escrita
Magdalena Doktorska (Univ. Varsóvia) – “Estrela binária” de Vergílio Ferreira – os percursos do Saber e Ser-se-aí em busca da epísteme do Homem
Hugo Monteiro (GFMC-IF/INED) – Faces da tua face. Uma escrita da interpelação em Vergílio Ferreira

11h30 >> MESA B1 | Moderadora: Šárka Grauová
Cândido Oliveira Martins (UCP) – Vergílio Ferreira, crítico literário entre a estética e a ética
Célia M. C. Pinto (IELT/FCSH-UNL) – Espelhos da escrita na revelação e na questionação da consciência autobiográfica vergiliana
Renato Epifânio (IF – Univ. Porto) – Em diálogo com Vergílio Ferreira: por um neo-humanismo

13h00 >> Almoço

15h00 >> Conferência 3| Moderadora: Zulmira Santos
Perfecto Cuadrado (Univ. das Ilhas Baleares) – Vergílio Ferreira em España: fulguração intermitente

15h30 >> MESA C | Moderadora: Isabel Morujão
Maria João Reynaud (CITCEM – Univ. Porto) – Raul Brandão lido por Vergílio Ferreira
Pedro Meneses (CEHUM – IPVCastelo) – O peso de estar vivo segundo Vergílio Ferreira e Gonçalo M. Tavares
Leonor Castro (Esc. Sec. de Fafe) – Figurações da velhice nos romances Em Nome da Terra e a máquina de fazer espanhóis

15h30 >> MESA C1 | Moderadora: Isabel Cristina Rodrigues
Joana Matos Frias (ILC – Univ. Porto) – «Medir um abismo»: A Poesia segundo V.F.
Ana Maria Seiça de Carvalho (CECHUC) – ‘Bailado Final’: o corpo que dança na pintura literária de Vergílio Ferreira
Nelson Miguel Bandeira – Vergílio Ferreira e Carlos Castán, dois escritores-leitores em busca do sentido da palavra dos livros

16h45 >> Pausa

17h00 >> MESA D | Moderadora: Luci Ruas
Jorge Costa Lopes (ILC – Univ. Porto) – Vergílio Ferreira e Eduardo Lourenço: fragmentos de um diálogo
Leonor Figueiredo (Univ. Porto) – Carta registada com aviso de recepção – arte, memória e construção
Nuno dos Santos Sousa (FCSH-UNL) – Na tua Face: o Rosto, o Obsceno e os Mitos

17h00 >> MESA D1 | Moderadora: Ana Turíbio
António Braz Teixeira (Instituto Filosofia Luso-Brasileira) – A reflexão estética de Vergílio Ferreira
Maria José Dias (ILC – Univ. Porto) – O corpo e o Homem – entre a pergunta e a interrogação
Rui Miguel Mesquita (Univ. Porto) – Uma brusca frialdade: desconexão e descontinuidade do espaço em Manhã Submersa

18h20 >> Encerramento dos trabalhos no Porto

20 DE MAIO de 2016
Local | Teatro Cine de Gouveia

9h15 >> Mensagem de Boas-vindas do Sr. Presidente da Câmara Municipal de Gouveia

9h30 >> Conferência 4| Moderadora: Isabel Pires de Lima
Luci Ruas (UFRJ) – Vergílio Ferreira, leitor crítico de Raul Brandão

10h00 >> MESA E | Moderadora: Ana Paula Coutinho
Gavilanes Laso (Univ. Salamanca) – A morte em Vergílio Ferreira
Ana Margarida Fonseca /Isa Vitória Severino (IPGuarda) – Em nome da Terra – entre a falência do corpo e a persistência da memória.
Amadeu Lopes Sabino – Pedra Dura e Cal Branca

11h30 >> Pausa

11h45 >> MESA F | Moderador: Jorge Valentim
José Rodrigues de Paiva (Univ. Federal de Pernambuco) – Apelo da noite: a ação como absoluto
João Tiago Lima (Univ. Évora) – Sangue em pensamento – sobre dois ensaios de Vergílio Ferreira
Vitor Ló (CEF-UCP) – Vergílio Ferreira e o desporto

13h20 >> Almoço

14h30 >> Conferência 5| Moderadora: Yana Andreeva
Šárka Grauová (Univ. Praga) – Cifras de transcendência: Vergílio Ferreira e Maurice Merleau Ponty

15h00 >> MESA G | Moderadora: Rosa Maria Goulart
Isabel Cristina Rodrigues (Univ. Aveiro) – Heteropsicografia: Pessoa, Vergílio e o lugar da dor
António Gordo – Pensar, em romance
João Moita – No final era o Verbo e não havia Deus: a palavra absoluta de Vergílio Ferreira e Herberto Helder

16h30 >> Pausa

16h50 >> MESA H | Moderadora: Luci Ruas
Isabel Pires de Lima (ILC – Univ. Porto) – Pintura e pinturas em Vergílio Ferreira
Ana Turíbio (UNL) – Contributo para o estudo da génese do espaço em O Caminho fica longe de Vergílio Ferreira
Gabriel Magalhães (UBI) – O que foi feito, afinal, do cântico vergiliano?

21h30 >> Momento musical | Grupo de Fados de Coimbra – In Illo Tempore

21 DE MAIO de 2016

9h30 >> MESA TESTEMUNHOS | Moderador: Jorge Costa Lopes
Almeida Faria, Eduardo Lourenço, Liberto Cruz, Alípio de Melo, Ángel Marcos de Dios

10h30 >> Conferência de Encerramento | Moderadora: Fernanda Irene Fonseca
Helder Godinho (UNL) – Vergílio Ferreira, a palavra e a ausência

11h15 >> Apresentação do documentário: Aldeia Eterna, produzido pela GMT, Produções.

12h30 >> Almoço

14h30 >> Visita à Aldeia Eterna – Melo

20h00 >> Jantar

21h30 >> Concerto “Por entre os sons da Música”, com a Orquestra Ligeira de Gouveia

Comissão Científica:
Alípio de Melo
António Saez Delgado
Carlos Reis
Fernanda Irene Fonseca
Gabriel Magalhães
Helder Godinho
Joana Matos Frias
Jorge Costa Lopes
Maria Celeste Natário
Maria João Reynaud
Otávio Rios