Chamada para artigos: Revista eLyra #12

REESCRITAS POÉTICAS

A escrita poética é marcada pelo diálogo com obras que se configuram como matrizes da criação, processo cujos vestígios podem ser percebidos em bibliotecas de escritores, arquivos pessoais, manuscritos e correspondência, entre outros. Como parte do ato criativo, destaca-se a reformulação de textos, procedimento empregado de maneira constante por poetas, em busca da expressão formal mais apurada, tendo em vista que a literatura, em seu diálogo consigo mesma, oferece aos escritores a possibilidade de comunicação entre poemas de sua autoria ou de autoria diversa. Dessa forma, interessam, para este número da Revista eLyra, os diálogos praticados pelos poetas, com base na retomada de textos anteriores, no intuito de transformá-los, rediscuti-los, parafraseá-los ou parodiá-los em um novo poema, lançando mão de procedimentos diversos de reescritas, tais como paráfrase, paródia, colagens e deslocamentos de versos ou partes de poemas já publicados. Como retratação espontânea ou coercitiva, a palinódia também está contemplada neste volume. Assim, este número da Revista eLyra, intitulado “Reescritas poéticas”, receberá artigos advindos de pesquisas teóricas, analíticas e críticas sobre poemas em que aparecem retomadas e revisões poéticas, assim como sobre poemas em que ocorrem a retratação da forma de escrita e/ou do estilo do autor.

Serão aceitos artigos acadêmicos que estudem:

  1. a) a reescrita de poemas pertencentes a uma mesma obra ou ao conjunto da obra do autor, por meio da retomada de versos, estrofes ou seções maiores de poemas anteriores;
  2. b) a recusa de obras anteriores pelo próprio poeta, bem como os procedimentos de negação, revisão e reformulação do estilo e da forma dos poemas, sob viés teórico-crítico;
  3. c) as relações entre reescritas e reconstrução do projeto estético do poeta;
  4. d) as reescritas de poemas de autoria de outrem e seus procedimentos intertextuais;
  5. e) o processo de criação, com base na crítica genética, na medida em que mostre outros textos poéticos como matrizes de poemas.
  6. f) poemas com intenção paródica, parafrástica ou palinódica.

Além de artigos, são benvindas resenhas de obras que versem sobre o tema deste volume da Revista eLyra, desde que a data de publicação da obra resenhada não ultrapasse os últimos cinco anos.

 

Organizadoras: Cristiane Rodrigues de Souza e Fabiane Renata Borsato

Prazo para envio de artigos: 30 de setembro de 2018

Serão aceitos trabalhos inéditos, de autores doutores ou de doutorandos , nos seguintes idiomas: português, inglês, francês e espanhol.

Não serão aceitos trabalhos que não estejam de acordo com as normas da revista.

 

Envio das contribuições somente pelo email da Revista eLyra: revistaelyra@gmail.com

 

Colóquio Poepolit “O poético e o político na actualidade”

O colóquio Poepolit – O Poético e o Político na Actualidade realizar-se-à na Faculdade de Letras da Universidade do Porto, nos dias 20 e 21 de Setembro de 2018 no anfietetaro Nobre.

A entrada é livre.

Call for Papers: Colóquio Internacional “Saber de Mim Sabendo das Coisas”

Homenagem aos 80 anos de Maria Velho da Costa

Nos dias 12 e 13 de Novembro de 2018, irá realizar-se, na Faculdade de Letras da Universidade do Porto e no Teatro Nacional de São João, o Colóquio Internacional Saber de Mim Sabendo das Coisas: Homenagem aos 80 anos de Maria Velho da Costa. Entendida consensualmente como uma das escritoras mais marcantes dos últimos 50 anos na literatura portuguesa, a obra de Maria Velho da Costa tem sido objecto de vários artigos e estudos, o que mostra o continuado interesse e a actualidade da sua escrita. Este evento, promovido pelo grupo “Intersexualidades” do Instituto de Literatura Comparada Margarida Losa em parceria com o Teatro Nacional de São João, terá o propósito de homenagear a autora no ano do seu 80º aniversário, propondo uma série de actividades que contribuirão para a divulgação e o estudo da sua vida e obra.

Nos dois dias em que decorrerão os eventos programados, contaremos com conferências plenárias confirmadas de Cláudia Pazos-Alonso (University of Oxford), de Helena Carvalhão Buescu (Universidade de Lisboa) e Maria Irene Ramalho (University of Wisconsin-Madinson/Universidade de Coimbra) seguidas de uma mesa redonda com artistas que têm trabalhado, no teatro e no cinema, a partir da obra de Maria Velho da Costa.

Este colóquio também pretende acolher investigadores e estudiosos da obra de Maria Velho da Costa que queiram apresentar e discutir as suas pesquisas e reflexões. O colóquio será organizado com base em cinco linhas temáticas preferenciais:

  • a censura e a dimensão política da obra de Maria Velho da Costa;
  • Maria Velho da Costa e o feminismo em Portugal e no mundo;
  • Intermedialidades (teatro, cinema, artes plásticas);
  • Intertextualidades e hibridismos;
  • as relações de género na obra de Maria Velho da Costa.

A participação de jovens investigadores será uma prioridade.

Idioma do evento: A língua principal do evento é o Português, mas serão consideradas propostas de comunicação em Inglês, Francês e Espanhol.

As propostas de comunicação deverão ser enviadas, em formato Word, com as seguintes informações: título; indicação da linha temática que pretendem desenvolver; resumo com um máximo de 300 palavras; nota biobibliográfica com um máximo de 200 palavras.

Todas as participações devem ter a duração máxima de 20 minutos.

 

Email para envio das propostas: coloquiosaberdemim@gmail.com

Prazo para envio das propostas: 16 de setembro de 2018

Notificação de aceitação: entre 17 e 21 de setembro de 2018

Inscrição: 22 a 30 de setembro de 2018

A inscrição deverá ser regularizada através do link: http://www.letras.up.pt/gi/por/eventos.asp?tt=fa&ln=por

 

1ª fase de inscrição: 22 a 30 de Setembro de 2018

Participantes: 100€

Estudantes: 50€

2ª fase de inscrição:1 a 12 de outubro de 2018

Participantes: 120€

Estudantes: 60€

 

* O valor da inscrição permite ao participante receber os materiais do evento, certificado e acesso aos coffee-breaks.

Programa: até 22 de outubro de 2018

Comissão Científica:
Ana Luísa Amaral
Ana Paula Coutinho
Isabel Allegro Magalhães
Jorge Fernandes da Silveira
Manuel Gusmão
Marinela Carvalho Freitas

Comissão Organizadora:
Daniel Floquet
Elisabete Marques
Ivana Schneider
Lurdes Gonçalves
Marta Correia
Rui Mesquita

 

Vídeo Resumo Colóquio Queering Luso – Afro – Brazilian Studies

Realizado nos dias 1 e 2 de Junho, o Colóquio Internacional Queering Luso – Afro – Brazilian Studies juntou, na Faculdade de Letras da Universidade do Porto prestigiados conferencistas que promoveram leituras “queer” ou “queerizantes” de obras de autor@s e artistas canónic@s no âmbito das literaturas e culturas portuguesa, brasileira e africana de expressão portuguesa de qualquer período histórico.

Publicado o livro “Ofício Múltiplo poetas em outras artes”

O livro “Ofício Múltiplo poetas em outras artes” está inserido na colecção Fronteiras do Conhecimento, onde o Instituto de Literatura Comparada Margarida Losa (ILC) pretende divulgar resultados de investigação do programa científico “Literatura e Fronteiras do Conhecimento: Políticas de Inclusão”. Os livros publicados neste âmbito resultam da reflexão teórica e crítica desenvolvida, quer por membros do ILC quer por outros reconhecidos investigadores, nos três campos de acção que têm estruturado a actividade do Instituto ao longo de quase duas décadas: Inter/Transculturalidades, Intermedialidades e Intersexualidades.

“Ofício Múltiplo — poetas em outras artes”, livro organizado por Joana Matos Frias, Pedro Eiras e Rosa Maria Martelo, propõe-se ler autores plurais e diversificados nas linguagens artísticas a que recorrem. A noção de ofício múltiplo é usada para descrever o recurso destes criadores a uma multiplicidade de meios criativos. Na sua ampla diversidade, descreve-se uma travessia de limites que desafia a divisão epistemológica entre as artes e experimenta formas de encontro intermedial.