Seminário Aberto “Literatura, Masculinidades e Poder: uma introdução”

O Prof. Doutor Mário Lugarinho (USP) irá realizar um Seminário Aberto no dia 12 de dezembro, às 17h30, na sala 207 (Geral, 2º piso), sobre “Literatura, Masculinidades e Poder: uma introdução”.

Entrada livre.

Mário Lugarinho – Professor Associado da Universidade de São Paulo na área de Literaturas Africanas de Língua Portuguesa. É bolsista de produtividade em pesquisa (nível 2) do CNPq, recebendo sucessivos apoios desde 2001. Possui graduação em Letras (1988) e especialização em Teoria Literária (1989) pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro, mestrado (1993) e doutorado (1997) em Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Fez estágio de pós-doutoramento na Faculdade de Letras da Universidade Federal de Minas Gerais (2002-2003) e no Centro de Estudos Comparatistas da Universidade de Lisboa (2012-2013). Prestou concurso de Livre-docência, para a área de Literaturas Africanas de Língua Portuguesa, na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP (2012). Foi Professor Associado do Instituto de Letras da Universidade Federal Fluminense, tendo atuado nas áreas de Literatura Portuguesa e Literaturas Africanas de Língua Portuguesa (1994-2007). Com outros pesquisadores, fundou em junho de 2001 a Associação Brasileira de Estudos da Homocultura (ABEH). Publicou três livros (Portugal, Brasil), vários artigos em revistas especializadas e capítulos de livros, no Brasil e no Exterior. Possui experiência na área de Letras, com ênfase em Literaturas Africanas de Língua Portuguesa e Literatura Portuguesa, principalmente nos seguintes temas: Estudos Comparados de Literaturas de Língua Portuguesa, Estudos Pós-coloniais, Estudos Culturais e Estudos Queer.

Seminário Aberto “Corpo e Conduta Ética: sobre a escritura feminina, Hilda Hilst e as Três Marias”

O Prof. Doutor Emerson Inácio (USP) irá realizar um Seminário Aberto no dia 12 de dezembro, às 18h30, na sala 207 (Geral, 2º piso), sobre “Corpo e conduta ética: sobre a escritura feminina, Hilda Hilst e as Três Marias”.

Entrada livre.

Emerson Inácio – Professor Associado I da área de Estudos Comparados de Literaturas de Língua Portuguesa, no Departamento de Letras Clássicas e Vernáculas da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (USP), desde 2006; Livre Docente pela mesma IES (2016), com a tese “Do corpo o canto, perfumada presença: o corpo, Fluxo-Floema e Novas Cartas Portuguesas”, Doutor em Letras Vernáculas pela UFRJ (2006), sob a orientação do Prof. Jorge Fernandes da Silveira. Mestre em Letras e Graduado em Português-Literaturas pela UFF. Concentra suas abordagens sobre o Comparatismo Literário / Literatura Comparada, particularmente nos possíveis diálogos entre as Literaturas de Língua Portuguesa, com atenção às relações literárias e culturais entre Brasil e Portugal. Entretanto, procura estar atento aos diálogos da Literatura com outros sistemas semióticos, em particular com a Música Popular Brasileira nas suas diversas manifestações, em particular com o Rap. Por acreditar que não há hierarquias entre as diversas manifestações da palavra escrita e falada, nem entre o centro e as margens, tem se dedicado aos estudos sobre os cânones, as sexualidades, a teoria queer e as manifestações estéticas das afrodescendências. Predileções e práticas de sala de aula? Poesia Contemporânea de Língua Portuguesa, Teoria Queer, Gênero, Sexualidades e Diversidade Sexual, Estudos Culturais, produções periféricas e marginais, focalizando a tensão e a convergência desses objetos culturais com a crítica literária, o corpo, a subjetividade, a cultura e a formação dos cânones literários. Líder do grupo de pesquisa “Timor Leste: Literatura, Cultura e Sociedade” (dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/6404437264052232). Pós-Estruturalista por escolha.

Seminário Interno “Food for Thought”

A Prof.ª Doutora Mónica Figueiredo (UFRJ/CNPq) irá realizar um Seminário Interno “Food for Thought” no dia 13 de dezembro, às 12h30, na sala de Reuniões 2 (2º piso), sobre o tema “Rio de Janeiro: ‘cidade partida’ que a ficção (re)construiu”.

Entrada livre.

Resumo: Neste encontro, gostaria de recuperar uma das ideias do crítico brasileiro Antonio Candido – propositadamente descontextualizada de seu texto original – para ser usada aqui, em sentido mais abrangente. Ao se referir à literatura feita no Brasil – mais especificamente, ao romance regionalista da década de 30 – Candido afirmava que os escritores brasileiros tinham “ fome de espaço”. Parto desta “forme de espaço” para tecer um painel literário que tem a cidade do Rio de Janeiro não como cenário, mas como personagem, tentando mostrar que deste “mal” já sofriam nossos ficcionistas desde o século XIX.

3 Bolsas de investigação no âmbito do Programa Estratégico do ILC

FLUP | 2 Bolsas de Investigação – Mestre – Línguas e Literatura | Instituto de Literatura Comparada

Candidaturas de 4 a 18 de dezembro de 2017

Encontra-se aberto concurso para a atribuição de duas Bolsas de Investigação para Mestre, no âmbito do Instituto de Literatura Comparada Margarida Losa, ref.ª  UID/ELT/00500/2013 | POCI-01-0145-FEDER-007339, financiado por Fundos Nacionais através da FCT – Fundação para a Ciência e a Tecnologia e por fundos FEDER através do Programa Operacional Fatores de Competitividade – COMPETE 2020, em curso na Faculdade de Letras da Universidade do Porto (FLUP), nas seguintes condições: Edital

 

FLUP | 1 Bolsa de Investigação – Mestre – Ciências da Comunicação | Instituto de Literatura Comparada

Candidaturas de 4 a 18 de dezembro de 2017

Encontra-se aberto concurso para a atribuição de uma Bolsa de Investigação para Mestre, no âmbito do Instituto de Literatura Comparada Margarida Losa, ref.ª  UID/ELT/00500/2013 | POCI-01-0145-FEDER-007339, financiado por Fundos Nacionais através da FCT – Fundação para a Ciência e a Tecnologia e por fundos FEDER através do Programa Operacional Fatores de Competitividade – COMPETE 2020, em curso na Faculdade de Letras da Universidade do Porto (FLUP), nas seguintes condições:Edital

Seminários do Fim do Mundo | Série V.4

No dia 14 de dezembro (sete dias antes do solstício de inverno), às 18h, no Anfiteatro Nobre, decorrerá mais um seminário do fim do mundo, com a presença de André Valentim Almeida. A entrada é livre.