Projecto estratégico

O projecto estratégico que o Instituto de Literatura Comparada Margarida Losa irá desenvolver em 2015-2020 subordinado ao título Literatura e Fronteiras do Conhecimento: Políticas de Inclusão assenta numa reflexão crítica aprofundada sobre a natureza dos limites e das fronteiras que têm sido traçados entre diferentes campos de saber, bem como sobre a necessidade de os rever e repensar com instrumentos próprios da contemporaneidade. Nesse sentido, o projecto articula a exigência académica do pensamento crítico moderno e contemporâneo com a urgência ética que o desenvolvimento e a manutenção de uma sociedade equilibrada e justa necessariamente suscita.

Partindo de uma metodologia fundada nos princípios basilares do campo científico da Literatura Comparada, o referido projecto compreenderá não apenas o âmbito das Ciências Sociais e Humanas, mas também o das Ciências Exactas como a Física e a Biologia, ou os de Ciências Aplicadas como a Medicina, de modo a equacionar e problematizar um conjunto de questões que exigem tratamento transdiciplinar e intersemiótico.

Com base nos conceitos-chave de FRONTEIRA e INCLUSÃO (pensados no sentido territorial, geopolítico, social e cultural, mas também no sentido metalinguístico e interdiscursivo), a investigação será complementarmente levada a cabo e articulada pelos três grupos de investigação (Inter/Transculturalidades, Intermedialidades e Intersexualidades) que compõem a Unidade I&D, de modo a fazer convergir trabalhos empíricos diferenciados num único projecto integralmente assente na Literatura Comparada como uma metadisciplina, na valorização de métodos transdisciplinares e da abordagem interlinguística e intercultural, bem como no questionamento reflexivo e crítico da complexidade do vínculo entre a Ética e a Estética.

 

Coordenação científica: Ana Paula Coutinho.