Call for Papers – II Colóquio Internacional: “Estar em casa com Adília Lopes: do privado ao político”

Call-for-Papers-Adília

II Colóquio Internacional
Universidade de Vigo
Centro Cultural Português do Camões, I.P.
30 de junho – 2 de julho de 2021

“De resto, os meus textos são políticos, de intervenção, cerzidos com a minha vida.”
Adília Lopes, A mulher-a-dias, 2002

No panorama literário de língua portuguesa, Adília Lopes assume lugar conspícuo, ainda que não seja consensual (e ainda bem). Nas últimas décadas, quer a influência significativa exercida sobre a literatura em língua portuguesa, quer a receção académica internacional confirmam a relevância da sua obra, já traduzida em diferentes línguas como o espanhol, alemão, francês, inglês e holandês.

Tratando a quase totalidade das questões mais prementes da contemporaneidade, questões fulcrais na sua poesia — desde o feminismo, a ecologia, os debates entre especismo e antiespecismo, consumismo e anticonsumismo, culturalismo e anticulturalismo, capitalismo e economia neoliberais, as diferentes noções de confinamento e desconfinamento – a obra adiliana constitui um excelente ponto de partida para rever criticamente a sociedade globalizada, as culturas e estruturas económico-políticas no Ocidente, marcadas por várias crises nos últimos tempos.

O II Colóquio Internacional “Estar em casa com Adília Lopes: do privado ao político” convida assim investigadoras e investigadores que tenham interesse na obra de Adília Lopes a apresentar uma comunicação. O colóquio, que conta já com conferencistas convidados, decorrerá entre os dias 30 de junho a 2 de julho, em formato maioritariamente virtual e com sede na Universidade de Vigo.

Os participantes devem preparar uma comunicação de 20 minutos, seguida de uma discussão. Pede-se o envio de um resumo com um máximo de 300 palavras acompanhado de uma pequena nota biográfica (100 palavras) para email poepolit@gmail.com até 20 de abril de 2021. A notificação de aceitação ou rejeição do resumo ocorrerá até 17 de maio de 2021. As línguas do colóquio serão português, espanhol, galego e inglês. Prevê-se a publicação de um livro com uma seleção das comunicações apresentadas.

As propostas devem estar associadas a um ou vários dos seguintes tópicos:
1. “Sem caridade a literatura não vale” — ética, ecologia e anti-especismo;
2. “A revolução faz-se na casa de banho” — feminismos, a política do feminino, do erótico e do corpo;
3. “A lógica da batata” — tradição e anticulturalismo, filosofia e pós-modernismo;
4. “A mão e a luva” — autobiografia, autorretrato, alteridade;
5. “Apanhar Ar” — espaço privado, espaço público e espaço político;
6. “As influências escolhem-se involuntariamente” — dialogismo, intertextualidades e intermedialidades;
7. “A poesia de cada dia nos dai hoje” — o poema entre o real e o transcendental;
8. Adília no mundo — edição, recepção, tradução, recriação, política.

Comissão Organizadora
Burghard Baltrusch | Universidade de Vigo
Lúcia Evangelista | Universidade do Porto
Joana Meirim | Universidade Católica Portuguesa – Lisboa
Bruno Ministro | Universidade de Vigo
Antía Monteagudo | Universidade de Vigo

Comissão Científica
Ida Alves | Universidade Federal Fluminense, Brasil
Pedro Eiras | Universidade do Porto
Helena González Fernández | Universitat de Barcelona, Espanha
Ana Paula Ferreira | University of Minnesota, E.U.A.
Rosa Maria Martelo | Universidade do Porto, Portugal
Paulo de Medeiros | University of Warwick, Reino Unido
José Tolentino de Mendonça | Biblioteca Apostólica Vaticana, Vaticano/Italia
Pedro Serra | Universidad de Salamanca, Espanha
Carlos Mendes de Sousa | Universidade do Minho, Portugal