ILC Schedulle for Book Requests

Funcionamento-do-IlC-Blog

The Institute for Comparative Literature will be open on Wednesday (10am-12.30pm; 2.30pm-5pm) for book requests.

For this purpose,
– The applicant must contact ILC via email at least 12 hours in advance.
– The email address of the ILC is: ilc@letras.up.pt
– The email must contain the identification of the reader (card number and name) and the identification of the desired work(s) (title, author and quota).

The requested books MUST then be delivered/returned to the Central Library.

Call for Papers – Fear of Ageing: Old Age in Horror Fiction and Film

Olde-Ageing-capa

FEAR OF AGEING: OLD AGE IN HORROR FICTION AND FILM
17 de Julho de 2021

In her 2017 book Forgotten, Marlene Goldman notes that the media often adopts a Gothic register and use apocalyptic language to describe the rise in dementia cases across the west in recent decades. The disease is figured as a “silent killer” that threatens to erase our identities, turning us and our loved ones into a faceless zombie mob. But horror is a genre that is often deployed to depict old people more generally, not just those debilitated by disease. One has only to think of the witches that populate cultural texts of all sorts, from Hamlet and “Snow White” to Game of Thrones. In such instances, horror is used to evoke not just a fear of death but a fear of aging, old age being equated with bodily, mental, and social decline.

On the other hand, the idea of the unnatural extension of the lifespan has also generated its own brand of horror. Immortality may be something humans, at least since the time of Gilgamesh, have always sought to attain, but its pursuit has invariably entailed some sort of retribution. For vampires, eternal life is a curse that forces them feed on the blood of the young to maintain their decrepit existence (a trope that is eerily evocative of the unfortunate stereotype of the present-day pensioner). Movies like Terry Gilliam’s Brazil (which highlights the risks and implications of plastic surgery) also express the reservations many have about the powers of technology to unnaturally prolong youth.

In this symposium we will investigate what exactly we are afraid of when we posit old age as a source of horror. We will attempt to identify and examine the different kinds of fear associated with aging and assess if and how these fears can be allayed. We thus invite scholars across the humanities to submit their reflections on films and/or literary works that regard aging and old age through the lens of horror. Our ultimate aim is to harness the thrills and pleasures of horror to think about how quality of life can be improved in old age and how older people can be better integrated in our ever fearful and suspicious societies.

300-word abstracts due April 30th

Selected essays will be published in a collection about the theme of the event.

Contact – guimaraesjpc@gmail.com

Call for Papers: II International Colloquium

Call-for-Papers-Adília

II International Colloquium
Universidade de Vigo
Centro Cultural Português do Camões, I.P.
June 30th – July 2nd 2021

“De resto, os meus textos são políticos, de intervenção, cerzidos com a minha vida.”
Adília Lopes, A mulher-a-dias, 2002

In the today’s Lusophone Literature, Adília Lopes plays a prominent role, although this is, fortunately, one might say, not consensual. In recent decades, both the significant influence she has exerted on the Portuguese-language literature and the international academic reception she has enjoyed have confirmed the relevance of her work, already translated into several languages, namely Spanish, German, French, English and Dutch.

Dealing with a wide range of outstanding contemporary issues— from feminism and ecology to the debates between speciesism and anti-speciesism, consumerism and anti-consumerism, culturalism and anti-culturalism, capitalism and neoliberal economics or the different notions of confinement and unconfinement— Adilian work constitutes an excellent starting point to critically review the globalised society, culture and economic-political structures of the West, which have been marked by various crises in recent times.

The II International Colloquium “Estar em casa with Adília Lopes: from the private to the political” invites researchers who are interested in the work of Adília Lopes to submit a presentation proposal. The colloquium, which has already arranged invited speakers, will take place between June 30th and July 2nd in a mostly virtual format, whilst being based in the city of Vigo.

Participants must prepare a 20-minute presentation, which will be followed by a discussion. It is requested to send an abstract with a maximum of 300 words accompanied by a short biographical note (100 words) to poepolit@gmail.com by April 20th, 2021. The deadline for the notification of acceptance or rejection of the abstract will be May 17th, 2021. The languages of the colloquium will be Portuguese, Spanish, Galician and English. The publication of a book with a selection of the presentations is anticipated.

Proposals must relate to one or more of the following topics:
1. “Sem caridade a literature não vale” – ethics, ecology and anti-speciesism;
2. “A revolução faz-se na casa de banho” – feminisms, the politics of the feminine, the erotic and the body;
3. “A lógica da batata” – tradition and anti-culturalism, philosophy and postmodernism;
4. “A mão e a luva” – autobiography, self-portrait, alterity;
5. “Apanhar Ar” – private space, public space and political space;
6. ”As influências escolhem-se involuntariamente” — dialogism, intertextualities and intermedialities;
7. “A poesia de cada dia nos dai hoje” – the poem between the real and the transcendental;
8. Adília in the world – editing, reception, translation, political, recreation.

Organising Committee
Burghard Baltrusch | Universidade de Vigo
Lúcia Evangelista | Universidade do Porto
Joana Meirim | Universidade Católica Portuguesa – Lisboa
Bruno Ministro | Universidade de Vigo
Antía Monteagudo | Universidade de Vigo

Scientific Committee
Ida Alves | Universidade Federal Fluminense, Brasil
Pedro Eiras | Universidade do Porto
Helena González Fernández | Universitat de Barcelona, Espanha
Ana Paula Ferreira | University of Minnesota, E.U.A.
Rosa Maria Martelo | Universidade do Porto, Portugal
Paulo de Medeiros | University of Warwick, Reino Unido
José Tolentino de Mendonça | Biblioteca Apostólica Vaticana, Vaticano/Italia
Pedro Serra | Universidad de Salamanca, Espanha
Carlos Mendes de Sousa | Universidade do Minho, Portugal

Atividades organizadas pelo ILC em 2020

Anuário-2020

NOTA: Para ter acesso à informação relativa às publicações de 2020, consultar as secções dedicadas às revistas (Cadernos de Literatura Comparada, eLyra e ESC:ALA), colecções (Estudos de Literatura Comparada, Cygnus, Pulsar, Cassiopeia e Libretos) e outros volumes (co) editados pelo ILC.

 

Colóquios Nacionais e Internacionais

 

Colloque-Workshop LEA

ILC_Prazeres da leitura_FR_01Tipo: Colóquio-Workshop
Datas: 17-19 de setembro de 2020
Local: Faculdade de Letras, Universidade de Porto
Organização: Instituto de Literatura Comparada Margarida Losa

O Grupo Inter/Transculturalidades do Instituto de Literatura Comparada Margarida Losa, da Faculdade de Letras da Universidade do Porto, organizou um congresso em torno da questão dos prazeres da leitura na Europa de hoje.

O programa pode ser consultado em:
Programa

Organização:
Ana Paula Coutinho (Universidade do Porto, Portugal)
José Domingues De Almeida (Universidade do Porto, Portugal)
Maria de Fátima Outeirinho (Universidade do Porto, Portugal)

 

Colóquio Internacional: Literary Europe – Creation & Mediation

ILC_Europa Literária_EN_v02Tipo: Colóquio Internacional
Datas: 12-13 de novembro de 2020
Local: Faculdade de Letras, Universidade do Porto
Organização: Instituto de Literatura Comparada Margarida Losa

Além de explorar a ideia de Europa na literatura contemporânea, designadamente no que ela questiona sobre as vantagens e as fraquezas de um projeto político inacabado como a União Europeia, revela-se também oportuno examinar algumas tendências nas configurações seja da criação, seja da mediação dentro do espaço europeu, o que implica uma reflexão não apenas sobre o seu imaginário literário, como também sobre as práticas de tradução e de circulação da “ficção europeia” entre periferias e centros, entre línguas minoritárias e línguas de maior circulação, condicionadas tanto por instâncias legitimadoras como por políticas e mercados editoriais.

O programa pode ser consultado aqui.

Organização:
Ana Paula COUTINHO (ILC- Universidade do Porto)
Gonçalo VILAS-BOAS (ILC- Universidade do Porto)
Jorge BASTOS da SILVA (ILC- Universidade do Porto)
José DOMINGUES de ALMEIDA (ILC- Universidade do Porto)
Teresa OLIVEIRA (ILC- Universidade do Porto)

Seminários Abertos

 

Seminário Aberto: Das “viúvas de vivo” à emigrante “kill joy”

Seminário-17-02-2020-724x1024

Tipo: Seminário Aberto
Datas: 17 de fevereiro de 2020
Local: Faculdade de Letras, Universidade do Porto
Organização: Instituto de Literatura Comparada Margarida Losa

Realizou-se o seminário aberto com Ana Garrido González, licenciada em Filologia Galega pola USC e doutora em humanidades, literatura e literatura comparada pola Universidade de Varsóvia.

 

 

Escrita negra e masculinidades coloniais

VIDEOWALL_aulaaberta_escritasnegra_18FEVTipo: Aula aberta
Datas: 18 de fevereiro de 2020
Local: Casa Comum, Reitoria da Universidade do Porto
Organização: Instituto de Literatura Comparada Margarida Losa

Aula aberta com Emerson Inácio e Mário Lugarinho:
Escrita Negra – rever o paradigma da identidade portuguesa na Literatura
Construção, no seio das identidades literárias portuguesas contemporâneas, de um corpo crítico e estético interseccional, que considera raça-etnia e sexualidades, bem como reflete a emergência de novas vozes escriturais.

Masculinidades coloniais: “sobre esses ombros se constrói um império”
Degeneração e regeneração das masculinidades. O colonialismo como exercício da masculinidade. O “homem novo” do Estado Novo e o “homem novo” dos movimentos de libertação nacional. A masculinidade como objeto de disputa indivíduos.

 

Pensar a cidade com o teatro

cartaz_ Tiago Correia_ v2
Tipo
: Aula aberta
Datas: 06 de março de 2020
Local: Faculdade de Letras, Universidade do Porto
Organização: Instituto de Literatura Comparada Margarida Losa

É raro em Portugal discutir-se uma peça de teatro como tem sucedido com TURISMO. É polémica? Que se discuta, pois. E se pense, com ela e através dela, a cidade como comunidade, os seus processos de INCLUSÃO e EXCLUSÃO, a importância da MEMÓRIA e da qualidade da VIDA, económica, ética e estética. VOZ AO TEATRO.
Aula Aberta no âmbito da unidade curricular “Estética e Linguagem” com Tiago Correia, encenador da peça de teatro TURISMO.

 

Seminário da Salvação do Mundo | Série I | 1.

Seminários-da-Salvação-do-Mundo-I.1_v03

Conferencistas: Pedro Eiras
Data: 25 de novembro de 2020
Local: Faculdade de Letras da Universidade do Porto
Organização: Instituto de Literatura Comparada Margarida Losa

 

 

 

 

Seminário da Salvação do Mundo | Série I | 2.

Seminários-da-Salvação-do-Mundo-I.2_v01

Conferencistas: Rosa Maria Martelo
Data: 02 de dezembro de 2020
Local: Faculdade de Letras da Universidade do Porto
Organização: Instituto de Literatura Comparada Margarida Losa

 

 

 

 

Seminário da Salvação do Mundo | Série I | 3.

Seminários-da-Salvação-do-Mundo-I.3_v01

Conferencistas: Patrícia Lino
Data: 09 de dezembro de 2020
Local: Faculdade de Letras da Universidade do Porto
Organização: Instituto de Literatura Comparada Margarida Losa

 

 

 

 

Seminário da Salvação do Mundo | Série I | 4.

Seminários-da-Salvação-do-Mundo-I.4_v01

Conferencistas: Ana Paula Coutinho
Data: 16 de dezembro de 2020
Local: Faculdade de Letras da Universidade do Porto
Organização: Instituto de Literatura Comparada Margarida Losa