MEC Brazil Wants to Remove Portuguese Literature from the National Curriculum

O Instituto de Literatura Comparada, ao longo dos seus vários programas científicos, e da investigação daí resultante, sempre teve a preocupação de reforçar a importância das relações linguísticas, literárias e culturais, tendo sempre presente a memória cultural e os cruzamentos que, em palimpsesto, estabelecem as diferentes línguas, literaturas e culturas e originam novas formas de comunicação e de saber.

Com os princípios basilares no campo científico da Literatura Comparada, o trabalho desenvolvido na Unidade I&D, e em particular pelo grupo Inter/Transculturalidades, visou sempre a interdisciplinaridade e o estudo das diferentes Literaturas, onde se procura refletir as noções de Identidade, Memória, Comunidade, Fronteira e Inclusão, nas relações interartisticas e interdiscursivas.

Tendo em conta estes campos de reflexão e de atuação, o ILC associa-se às críticas que tem suscitado a intenção de retirar, no Brasil,a Literatura Portuguesa da Base Nacional Comum Curricular, ou seja, dos programas curriculares no ensino médio, e divulga aqui, a propósito, o texto do Prof. Doutor Jorge Valentim, Vice-Presidente da ABRAPLIP e Membro-Colaborador do ILC, recentemente publicado em “Livre Opinião“.