Mesa-Redonda: “E contudo, elas movem-se…na arquitetura”

ILCML

A mesa-redonda E contudo, elas movem-se…na arquitetura pretende dar visibilidade às mulheres arquitetas, destacando o seu pioneirismo na área e sublinhando os obstáculos que elas tiveram (e continuam a ter) de ultrapassar para serem (re)conhecidas na profissão.

Foi em 1890 que, pela primeira vez, se atribuiu o diploma de arquiteta a uma mulher nos Estados Unidos. Em Portugal, teríamos de esperar até aos anos 40 do século seguinte para que as duas primeiras mulheres se licenciassem em Arquitetura nas universidades portuguesas. Ainda que representem hoje quase metade dos inscritos na Ordem dos Arquitetos, as mulheres arquitetas continuam a ter de lidar com preconceitos vários (desde a obra ao atelier), bem como com a falta de representatividade nos lugares de decisão. Dar voz ao trabalho das mulheres arquitetas é, pois, uma forma de ajudar a construir novas narrativas em que homens e mulheres, igualmente, possam contribuir para a história da área.

Patrícia Santos Pedrosa, Jorge Figueira e Joana Pestana Lage serão os oradores convidados desta sessão.  Falar-nos-ão do trabalho pioneiro de Maria José Marques da Silva, a segunda mulher arquiteta em Portugal, da Associação Mulheres na Arquitetura e de muitos outros importantes contributos que provam que as mulheres, contudo, se moveram. E afinal, com elas, também o mundo.

Dia 11 de Outubro, às 18h30, na Fundação Instituto Marques da Silva (FIMS).  A não perder!