Rosa Maria Martelo organiza “Antologia Dialogante da Poesia Portuguesa”

Antologia

Podemos pensar a história da poesia como um extenso diálogo? Podemos entender a experiência de leitura como um vínculo intersubjectivo, uma forma mediada de amizade? E poderemos entender a escrita como uma prática emergente desse tipo de leitura? Esta antologia reúne poemas que mantêm entre si vários tipos de diálogos, e pretende seguir os fios que ligam certos poemas a outros que os precederam e que neles são retomados, celebrados, interrogados ou mesmo “emendados”. Trata-se menos de estabelecer diálogos entre textos do que de pôr em evidência vínculos já existentes, porquanto os textos mais actuais não teriam existido, pelo menos da mesma forma, sem aqueles que os precederam e com os quais se relacionam. O que se pretende organizar é um livro de diálogos entre diferentes autores, e acima de tudo entre diferentes poemas, umas vezes escritos à distância de poucos meses, outras vezes separados por séculos.

É este o mote de Rosa Maria Martelo para a organização do livro de antologia de poesia, publicado pela Assírio & Alvim, em que os poemas escolhidos tecem pontes entre si.