Poeta António Franco Alexandre lê “Terceiras Moradas”

Ler a obra de um poeta com a intensidade e a concentração máximas de que formos capazes é certamente a melhor homenagem que lhe podemos fazer. Foi nessa perspectiva que teve lugar uma jornada dedicada à leitura da obra poética de António Franco Alexandre, com o intuito de explorar as várias modalidades de descentramento que ela promove.